Caruaruense conta a experiência de atuar na Paixão de Cristo de Nova Jerusalém

Entre os dias 19 e 26 deste mês foi realizada a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, em Brejo da Madre de Deus, no Agreste de Pernambuco. A encenação, acontece em Nova Jurasalém, localizado no Distrito de Fazendo Nova, esse que é o maior teatro ao ar livre do mundo atraiu em oito dias seguidos de apresentações milhares de pessoas vindas de todo o país.

(Foto: Adriano Monteiros/ Astur PE)
(Foto: Adriano Monteiros/ Astur PE)

O espetáculo que é realizado sempre na semana santa com a participação de atores e atriz nacionais, internacionais e do próprio estado, como é o caso do jornalista e ator, Wagnner Sales, um dos representantes caruaruenses na Paixão de Cristo. Em 2015, ele chegou a sua 19ª temporada consecutiva, e conta que apesar da experiência já adquirida, a sensação é renovação.

(Foto: Fábio Jordão)
(Foto: Fábio Jordão)

E a cada ano a emoção de renova. A energia que vem das muralhas, cada pedra colocada lá nos anos de 1960 representam o sonho de Diva e Plínio Pacheco. Sempre fico muito emocionado com um público tão expressivo. Chega a 8 mil  algumas seções. Em um teatro normal apenas uma apresentação da Paixão de Cristo lotaria o teatro por meses. Cada plateia reage de uma forma.  E temos que entender a vibração vinda deles“, destaca. Wagnner conta ainda que poder atuar num espetáculo desse porte o transformou como jornalista e ator, e estar ao lado de atores e atrizes conhecidos nacionalmente, é um momento de aprendizado.

Este ano considero  a temporada  mais emocionante de todos os tempos. Ter Antônio Calloni no elenco e poder aprender com ele a cada dia foi mágico. Um dos melhores Herodes que já passaram por Fazenda Nova. Uma verdadeira aula ao vivo para nós atores. Para mim que estava no mesmo núcleo foi beber da fonte. Somos uma família. A maioria já está a alguns anos juntos. É um reencontro de almas. Somos muito unidos e recebemos os novos com carinho e atenção. Cabe à quem chega se encaixar ou não nesta vibração“, completa.

E o público reagiu bem ao espetáculo encenado este ano, pois somente no último sábado, 26, quando foi realizada a última apresentação desta temporada, mais de 10 mil pessoas acompanharam o encerramento, até então o dia mais movimento havia sido no dia da estreia, 19, quando mais de 8 mil pessoas assistiram as apresentações. Um recorde público. Ele fez ainda um convite para quem ainda não assistiu o espetáculo.

índice2
(Foto: Divulgação)

Não deixem de ver. Em especial os pernambucanos. Este é um patrimônio cultural do nosso estado. Do nosso país. É um espetáculo para todos. Independente de religiões ou credos. Contamos a história de Jesus Cristo na era 33. Ano que vem comemoramos 50 anos de temporada. Então será mais especial ainda. E me orgulho destes 50 estar a 20 já contando com 2017. Então se pra mim que estou a tantos anos é emocionante, imagina pra quem nunca viu?“, convocou, Wagnner.

Mikhael Marcolino

Jornalista pela Unifavip/DeVry. Sempre em busca da melhor informação com credibilidade e responsabilidade, é um apaixonado pelas belezas naturais, música, gastronomia e cultura de Caruaru, além de um amante da cultura pop.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.