Estudantes do Agreste contam experiências no ENEM 2017

Nos dois últimos domingos (05) e (12) foram aplicadas as provas do ENEM 2017. Os assuntos da avaliação ficaram divididos em conteúdos de disciplinas de humanas e exatas. Neste domingo (12), a taxa de abstenção foi de 32%, com mais de 2 milhões de candidatos faltosos, se tornando o ano com maior número de desistências desde 2010. Estudantes do Agreste Pernambucano contaram ao PMU como foi a prova.

A aluna do segundo ano do ensino médio, Fernanda Arandas, 16 anos, afirma que a maior dificuldade foram as questões com longos textos. Esta é a primeira vez de Fernanda no Enem. “A prova foi boa. A dificuldade foi textos muitos grandes e pouco tempo.”

Este é o segundo ano que a aluna do terceiro ano, Eva Pontes, 18 anos, participa. “Esse ano foi uma prova fraca comparada a do ano passado, mas foi difícil. Eu esperava mais sobre o tema da redação do Enem.” Eva contou ainda que achou a segurança exagerada, porém os instrutores eram muito bons e prestativos.

Daniele Andrade, 17 anos, terminou o ensino médio em 2015, e já realizou o ENEM quatro vezes. Ela contou que tem dificuldades em matemática, o que acaba sendo o seu maior problema. “Terminei o ensino médio em 2015 e continuo fazendo o ENEM pra tentar conseguir uma vaga na universidade. O ENEM não mede a inteligência dos alunos com esse ensino médio que o governo oferece. Eles cobram algo que não disponibilizam e por isso muitos que saem não conseguem entrar na faculdade.”

O gabarito oficial do ENEM 2017 estará disponível no site do Mec, nesta quarta-feira(15).

Sabrina Sales

Estudante do sexto período de Comunicação Social com Ênfase em Jornalismo pela Unifavip – DeVry em Caruaru/PE.