Pernambuco tem primeiro registro de caso envolvendo desafio da ‘Baleia Azul’

O Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente de Paulista, na Região Metropolitana do Recife, investiga o primeiro registro oficial do desafio da Baleia Azul no estado. De acordo com uma matéria veiculada pelo Diário de Pernambuco, na manhã desta quarta-feira (19), uma mãe levou a filha com lesões no braço e na perna à delegacia, juntamente com o celular da menina, que continha mensagens ameaçadoras por ela não ter cumprido uma das missões propostas pelo jogo. A adolescente tem 13 anos e teria começado o desafio na última segunda-feira (17).

O caso está sendo investigado e a polícia irá levantar os nomes e endereços dos participantes do jogo, e todos serão intimados a prestar depoimento. Segundo a família, a menina não conseguiu cumprir o segundo desafio e foi obrigada a se mutilar. Os envolvidos podem ser indiciados por lesão corporal, ameaça, indução ao suicídio e até homicídio, caso ocorra a morte.

SEGUNDO CASO
Na noite desta quarta-feira (19), outra adolescente de 14 anos, moradora do município de Goiana, na Zona da Mata Norte, deu entrada em um hospital da cidade com diversos cortes no braço. De acordo com a direção da unidade, a paciente foi parar no hospital após sofrer um surto psicótico e ter passado mal durante a aula. Após o atendimento médico, a jovem teve alta ainda durante a noite.

O Serviço Social da unidade já está em contato com o conselho tutelar e vai encaminhar ofício relatando o fato para as autoridades policiais“, afirmou a direção do hospital em nota. 

DESAFIO
O desafio surgiu recentemente no Brasil e no mundo em que, através de grupos nas redes sociais, pessoas incitam crianças e adolescentes a cumprirem uma sequência de 50 desafios, sendo o último deles o suicídio.


Do Diário de Pernambuco

João Pedro

Estudante do 5º período de Jornalismo e estagiário aqui no Mídia Urbana.