Trio Nordestino defende que grade do São João de Caruaru deveria ser 90% de forró

O grupo Trio Nordestino defendeu na noite desta sexta-feira (09), que a grade do São João deveria ser composta 90% por artistas locais. Os membros do grupo são defensores do movimento, “Devolva o Meu São João”, que faz críticas a participação de artistas de outros ritmos nas festas juninas como o forró estilizado, DJ’s, samba e o sertanejo.
A declaração foi dada ao PMU durante a coletiva de imprensa realizada após o show no São João de Caruaru. De acordo com o zambumbeiro, Coroneto, as festas juninas devem valorizar primeiramente os artistas que tocam os ritmos tradicionais da festa. 
“Não temos nenhum preconceito ou inimizade com nenhuma banda ou artista. Mas, devemos levar em conta que nossos ritmos tradicionais não entram nas festas deles. Por outro lado, abrimos de forma excessiva as festas juninas para outros ritmos. Na verdade, a grade do São João deveria ser 90% dos artistas locais e os ritmos da nossa região”, defende Coroneto. 
O Trio Nordestino foi a primeira banda a se apresentar na noite de shows desta sexta no polo principal do São João, no Pátio do Forró Luiz Gonzaga.

Mikhael Marcolino

Jornalista pela Unifavip/DeVry. Sempre em busca da melhor informação com credibilidade e responsabilidade, é um apaixonado pelas belezas naturais, música, gastronomia e cultura de Caruaru, além de um amante da cultura pop.