Caruaru recebe movimento social “Acredito”

HomeCARUARU E REGIÃO

Caruaru recebe movimento social “Acredito”

De acordo com membro local do grupo "A ideia é elaborar propostas para apresentar ao poder público" - com pessoas de partidos de direita e esquerda.

No último domingo (03), Caruaru recebeu a primeira reunião do “Movimento Acredito”, que será inaugurado oficialmente no dia 24 de março. Entre as pessoas que se reuniram neste fim de semana estão professores, profissionais liberais, advogados, militantes sociais, líderes comunitários, representantes de movimentos de rua e estudantes universitários.

De acordo com o movimento, a proposta do movimento que é discutir e promover a inserção de jovens na política, a participação ativa nos espaços de poder e discussão de políticas públicas, apoiar e lançar novos quadros na política brasileira nos próximos 10 anos, construir soluções para os problemas sociopolíticos em conjunto com as mais diversas visões e matizes ideológicas, desenvolver o conceito de amizade cívica no país, respeitando a pluralidade de ideias e correntes de pensamento.

O professor e membro do Movimento Acredito, John Silva, contou que a ideia de trazer o grupo para Caruaru começou a pouco mais de um mês atrás. “Eu e outros jovens daqui da cidade a gente entrou em contato com o movimento acredita, aqui em pernambuco tem um um co-fundados do acredite, o Felipe Ória, de prontidão ele já se colocou disponível para conversar com o pequeno grupo aqui de Caruaru, para destutir sobre as propostas e sobre as diretrizes do movimento”.

John contou que em Caruaru existem vários movimentos sociais, porém, que a maioria é voltado para a esquerda, mas que no Movimento Acredito tem pessoas que já foram de vários partidos, tando esquerda quanto direita. “A ideia do grupo para o município é clara, é elaborar propostas e apresenta-las ao poder público, através de eventos, apresentando diretamente a administração”.

Um dos fundadores do Acredito no Brasil, o cientista político, diretor da Escola de Inovação e Políticas Públicas (EIPP) Felipe Oriá, este presente na reunião, onde se pode ver que o movimento se põe para além da polarização político-ideológica brasileira e das noções de esquerda e direita, afinal, é um movimento declaradamente suprapartidário.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISQUS: 0