Ministério Público afirma que investigações não envolvem familiares de Raquel Lyra

HomeCARUARU E REGIÃO

Ministério Público afirma que investigações não envolvem familiares de Raquel Lyra

Por meio de nota o MPPE esclareceu todas informações que estão sendo divulgadas pela imprensa.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), informou por meio de nota que ingressou com duas ações civis públicas contra a Prefeitura de Caruaru por ato de improbidade administrativa, em 2017. Contudo, a informação de que a Prefeita estaria sendo investigada por nepotismo, por estar beneficiando a família de seu marido é falsa.

Confira a nota na íntegra:

“Para esclarecer informações veiculadas na imprensa caruaruense, o Ministério Público de Pernambuco informa que toda a informação veiculada nos últimos dias não partiu da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Caruaru.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ingressou com duas ações civis públicas por ato de improbidade administrativa. O inquérito civil que apura as irregularidades não foi aberto agora, é do ano de 2017 e gerou os elementos que permitiram a Promotoria de Justiça de Caruaru ingressar com as ações em razão de ilegalidades na contratação da Construtora JMV Ltda pela Prefeitura de Caruaru.

Em uma ação, o prejuízo estimado aos cofres públicos foi de R$ 1.170.000,00. Na outra, o prejuízo estimado foi de R$ 712.071,36.

Não procede a informação de que a empresa beneficiaria familiares do marido da prefeita. Na verdade, a construtora JMV, de propriedade da senhora Maria Ferreira de Lima, estava subcontratando outra empresa, de posse do companheiro dela, João Ferreira da Silva. Não há investigação de conduta enquadrada como nepotismo por parte da prefeita e sim de outros agentes públicos em outros procedimentos.”

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISQUS: