Sulanqueiros na expectativa para as feiras do São João

HomeCARUARU E REGIÃODIRETO DA REDAÇÃO

Sulanqueiros na expectativa para as feiras do São João

Feirantes contaram como tem se preparado para um dos períodos mais movimentados da Sulanca do ano, e se esperam incremento nas vendas em 2018.

Com a aproximação do São João de Caruaru não são apenas os amantes das festividades juninas que se animam, os feirantes da Feira da Sulanca também criam expectativas e se preparam para essa época do ano. Hoje, a Feira conta com mais de 500 lojas e 11 mil feirantes.

Em 2014, por exemplo, de acordo com dados da Prefeitura de Caruaru, a Sulanca chegou a receber 100 mil feirantes em junho, movimentando cerca de R$ 80 milhões. A equipe do PMU foi conversar com esses trabalhadores para descobrir como eles se prepara para essa época e se estão otimistas com a aproximação das festividades.

O Presidente da Associação dos Sulanqueiros, Pedro Moura, contou que quando se aproxima do São João, a feira passa pro algumas preparações como aumento na segurança e divulgação. Ele contou ainda que se espera desse ano um aumento de aproximadamente 10% nas vendas comparando a 2017.

Feira da Sulanca de Caruaru. (Foto: Leonardo Santos/PMU)

O feirante, José Jonas, disse que começa a se preparar para as festividades juninas no final do mês de março, produzindo camisas xadrez, que são bem procuradas nessa época. Quando questionado sobre o que espera deste ano ele não é muito otimista. “Vem sendo uma época fraca,com o passar dos anos já vem diminuindo bastante a produção” Contou Jonas.

Cleyton Ferreira entrou no ramo de feirante a pouco tempo, e contou que no ano passado essa foi uma época boa para as vendas. “Ano passado eu estava bastante apreensivo e com muitas dúvidas se daria certo. (…) Mas as vendas realmente prosperaram bastante neste período no ano passado, esse ano espero prosperar cada vez mais a minha marca”.

Para Cleyton, a preparação começou com um maior investimento na compra de malhas, ele contou ainda que pensa expandir o negócio neste período. “Estou pensando em procurar outro banco para alugar além do que eu já possuo na sulanca”.

A nossa equipe também conversou com a economista, Bruna Claudino, que contou positivamente a mudança na economia, comparando ao ano passado. De acordo, com ela as vendas tendem a crescer porque o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) divulgou que o esperado é que o PIB cresça em 3% este ano de 2018.

Bruna explicou que esse crescimento acontece porque os investimentos estão crescendo também. “Aumentando os investimentos no Brasil, o nível de crescimento do emprego aumenta; e com o aumento do emprego, o consumo também aumenta, tanto dos itens alimentícios, como vestuário, imobiliária e etc”.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISQUS: 0