Celpe recupera energia furtada capaz de abastecer 510 mil casas por dois meses

HomeInterior

Celpe recupera energia furtada capaz de abastecer 510 mil casas por dois meses

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) deflagrou uma série de ações para combater o furto de energia elétrica no Estado. Apenas no primeiro se

Conta de luz: Aneel reajusta valor da bandeira tarifária vermelha 2 em 52%
Suspensão no corte de energia por falta de pagamento para baixa renda é mantida pela Aneel
Aneel estuda criar conta de luz pré-paga no Brasil

(Foto: Reprodução/Internet)

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) deflagrou uma série de ações para combater o furto de energia elétrica no Estado. Apenas no primeiro semestre deste ano, foram realizadas mais de 88 mil inspeções e identificadas mais de 31 mil irregularidades. A operação recuperou mais de 64 giga-watt hora (GWh) de energia furtada, o suficiente para abastecer 510 mil residências – ou um município como Jaboatão dos Guararapes durante dois meses.

A ação já fiscalizou e autuou estabelecimentos como academias, casas de shows, mercadinhos, padarias e empreendimentos de grande porte, como fábricas e hotéis. No período, foi recuperado o equivalente a R$ 28 milhões em energia furtada, valor que, caso não identificada a fraude, seria dividido entre todos os consumidores no reajuste anual da energia, homologado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Após inspeção técnica e suspeita de fraude, a Celpe protocola denúncia junto à Secretaria de Defesa Social para que o caso seja investigado. Constatada a irregularidade, a concessionária notifica o proprietário e realiza a cobrança pelo período fraudado, além disso, é aplicada uma multa, conforme determinação da Aneel. A Celpe reforça que o furto de energia elétrica é crime, previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena pode chegar a quatro anos de reclusão. Além de crime, o furto prejudica o fornecimento de energia e representa risco para a segurança da comunidade. Por isso, a Celpe reforça o apelo para que a população denuncie, de forma anônima e gratuita, pelo site (www.celpe.com.br) ou pelos canais de relacionamento da concessionária.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0