Apesar do calor Caruaru ainda não atingiu temperatura máxima diz meteorologista

HomeCARUARU E REGIÃO

Apesar do calor Caruaru ainda não atingiu temperatura máxima diz meteorologista

Os caruaruenses vêm percebendo um aumento na temperatura do clima, e muitas pessoas reclamam do calor nas ruas e até mesmo nas redes sociais. O qu

Apac alerta para chuvas fortes no Agreste de Pernambuco nesta quarta (22)
Chuva faz 700 milímetros no Agreste mas Jucazinho continua em baixa
Apac emite alerta de chuva para o Agreste

(Foto: Leonardo Santos)

Os caruaruenses vêm percebendo um aumento na temperatura do clima, e muitas pessoas reclamam do calor nas ruas e até mesmo nas redes sociais. O que elas acreditam, é que a cidade está mais quente que o normal, porém, o que poucos sabem é que apesar do calor a temperatura está abaixo do esperado para a época do ano em Caruaru. Em 2018, o clima registrou uma média de 28 graus.

A equipe do Mídia Urbana conversou com o meteorologista da Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), Romilson Ferreira, que informou que apesar da sensação das pessoas, a temperatura está dentro da normalidade. “Em novembro a perspectiva foi de máxima de 30,1 graus e em dezembro 30,4 graus. Vale lembrar que dezembro é o mês mais quente do ano em Caruaru e em janeiro a temperatura começa a diminuir, e a máxima vai para 29,7 graus”.

TRÊS ÚLTIMOS MESES DO ANO

Romilson informou que as temperaturas mínimas para os três últimos meses do ano em Caruaru são de 18,5 graus, 19,3 graus e 19,6 graus respectivamente. Em contra partida, o meteorologista acrescentou que o mês mais frio do ano na cidade é julho que conta com uma variação entre 17,3 graus e 24,4 graus.

Temperaturas dos últimos meses do ano em Caruaru. Informações da APAC. (Imagem: Mídia Urbana)

POPULAÇÃO

O auxiliar administrativo, Carlos Recupero, já estava esperando sentir o clima mais quente no fim do ano e por isso anda tomando mais líquidos, comendo frutas com muita água como melancia e laranja, além de só sair de casa com boné para se proteger do sol. “Não sou meteorologista mas já esperava uma temperatura elevada, tendo em vista que, o período de São João, tradicionalmente frio, foi mais frio e extenso do que o normal”.

Paula Gabriele que é estudante de biomedicina, contou que a temperatura elevada vem incomodando ela há algum tempo, principalmente nos últimos anos. “Tem horas que chega insuportável ficar dentro de casa, procuro sempre beber muita água, vestir roupas leves e procuro lugares onde passa vento”.

estudante de jornalismo, Laura Lima, relatou para o Mídia Urbana que está achando o clima mais quente nos últimos dias e vem tomando muita água para poder se manter hidratada. “Eu intensifiquei muito o hábito de beber água, e aconselho que todas as pessoas façam o mesmo”.

 

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0