Sérgio Moro aceita superministério da Justiça de Bolsonaro

O Juiz Federal Sérgio Moro aceitou nesta quinta-feira (01), comandar o superministério da Justiça. O convite foi feito pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). O magistrado irá divulgar uma nota detalhando os termos da proposta aceita.

Continua após a publicidade

Moro foi ao Rio de Janeiro, às 10h45, para uma reunião que durou aproximadamente 1h30. O magistrado não fez nenhuma declaração para a imprensa no local. O convite foi para que o Juiz assumisse o superministério da Justiça, ampliado e com órgãos de combate à corrupção, que estão atualmente em outras pastas, como a Polícia Federal e o Coaf.

O juiz disse que o que o motivou a se encontrar com Bolsonaro foi o Brasil estar precisando de uma agenda contra a corrupção e o crime organizado. “Se houver a possibilidade de uma implementação dessa agenda, convergência de ideias, como isso ser feito, então há uma possibilidade. Mas como disse, é tudo muito prematuro”, disse Moro à reportagem da Globo. Durante o voo, ele chegou a dizer que ainda não há nada definido. “Ainda vai haver a conversa”, emendou.

Recomendado para você