Foliões caruaruenses provam que “amor de carnaval” pode durar

HomeCARUARU E REGIÃO

Foliões caruaruenses provam que “amor de carnaval” pode durar

Existe um ditado popular que diz que “amor de carnaval não dura”, e muitas pessoas concordam com isso e aproveitam essa época do ano para poderem se divertir sem compromisso. Porém parece que na vida real as coisas não são bem assim, e alguns casais estão provando que o amor de carnaval pode sim durar muitos outros carnavais.

Os casais Jailson Lima e Luciangela Rodrigues e Janayna Santos e Roberto Borba conversaram com nossa equipe, contaram suas histórias, onde o famoso “amor de carnaval” durou muito mais do que eles esperavam, e além de surpreender a todas as outras pessoas, foi uma surpresa para eles mesmos.

VINTE CARNAVAIS DEPOIS

Jailson Lima e Luciangela Rodrigues (Foto: Arquivo pessoal)

Luciangela já conhecia Jailson antes do carnaval, só que até o momento nunca havia surgido um interesse entre eles, porém no carnaval de 1999 essa história começou a mudar. Na época, ela foi passar o carnaval na casa de uma amiga em Olinda e ele também foi para a cidade no domingo de carnaval. “Rolou um clima nas ladeiras de Olinda e desde então não nos separamos, ele acabou o relacionamento dele estamos juntos até hoje” lembrou Luciangela.

Ela conta que nunca imaginou que o romance fosse passar da quarta-feira de cinzas, mas para surpresa de todos durou muito mais que isso e em agosto do mesmo ano Luciangela engravidou e o casal passou a morar juntos. Hoje, 20 anos depois, eles têm dois filhos, Guilherme de 18 anos e Sabrina de 09 anos.

O BEIJO DO CARNAVAL

Já Janayna e Roberto se conheceram no aniversário de uma amiga em comum em 2016 porém não mantiveram contato, já que ela era de Caruaru e ele de Recife. Porém essa história começou a mudar após ela postar uma foto no Carnaval de 2018, com uma legenda onde dizia “meu nome é Gisele”, de onde Roberto começou a puxar assunto brincando sobre a legenda.

Janayna contou que postou a foto na sexta-feira, porém eles só se encontraram no domingo no Carnaval de Olinda e passaram a tarde toda juntos, até que acabou acontecendo o primeiro beijo. Depois disso eles continuaram se falando e resolveram sair para tomar um sorvete na terça-feira para se conhecerem melhor.

“Eu senti que era diferente sabe? Mas não acreditei que fosse possível. Quando a gente saiu na terça a noite pra tomar sorvete eu tive certeza que era ele”. Com 15 dias depois do Carnaval Roberto foi até Caruaru para ver Janayna, e desde então não se soltaram mais.

Com aproximadamente cinco meses depois deles terem ficado a primeira vez no Carnaval, surgiu uma oportunidade para Janayna ir morar em Recife e eles resolveram morar juntos. Pouco depois ela descobriu que estava grávida, porém perdeu o bebê. “Aqui em casa a gente diz que nós devolvemos pra ele vim com o irmãozinho”.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0