Passa de 100 número de pessoas furadas por seringas no Carnaval do Recife



Continua após a publicidade

O número de pessoas vítimas de agulhadas durante o Carnaval do Recife subiu para 108, até esta quinta-feira (07). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), 75 pacientes atendidos na unidade de saúde passaram pela profilaxia pós-exposição (PeP), tratamento padrão usado na prevenção da infecção pelo HIV.

A SES explicou por meio de nota, que as vítimas que não passaram pelo procedimento se recusaram a fazer o teste rápido, outras já haviam sido furadas a mais de 72 horas, passando do tempo indicado para poder começar o tratamento.

Todos os pacientes que iniciaram o tratamento foram orientados para voltar a unidade após 30 dias para poderem concluir o tratamento.

A Polícia Civil também informou por meio de nota, que um inquérito foi instaurado para apurar o suposto crime de expor a vida de outra pessoa ao risco de transmissão de doença grave.

Recomendado para você