Falta de chuvas em Jucazinho altera calendário de águas de cidades do Agreste

Continua após a publicidade

A falta de chuvas na região da Barragem de Jucazinho, em Surubim, fez com que a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) mudasse o calendário de abastecimento de 11 cidades do Agreste pernambucano.

De acordo com a Compesa, Jucazinho se encontra com 2,78% da capacidade total, o que corresponde a pouco mais de 9 milhões de metros cúbicos de água. Os municípios de Passira, Cumaru e Riacho das Almas passaram a ter um regime de distribuição de oito dias com água e 22 dias sem. Já nas cidades de Surubim, Casinhas, Salgadinho, Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho, Vertentes, Vertente do Lério e Toritama o rodízio de abastecimento agora é de 11 dias com água e 19 dias sem o abastecimento.

Com esse novo calendário, que já está em vigor, o objetivo é garantir o abastecimento de água até o período de chuvas na região Agreste, que ocorre entre os meses de abril e julho. O oitavo ano consecutivo de seca afetou drasticamente a Barragem de Jucazinho.

Recomendado para você