UFPE e UFRPE têm 218 bolsas de pós-graduação cortadas pela Capes em dois meses

(Foto: César Azevedo)

Do G1

As Universidades Federal (UFPE) e Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) tiveram 218 bolsas de pós-graduação cortadas em dois meses. Desse total, 181cancelamentos ocorreram em junho e outros 37, em maio deste ano. Em todo o Brasil, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) cortou 2,7 mil bolsas.

Continua após a publicidade

De acordo com a UFPE, a decisão da Capes anunciada em junho provocou o corte de 78 bolsas de pós-graduação. Desde maio, a instituição teve 111 bolsas cortadas, sendo 110 de mestrado e uma de pós-doutorado.

Os atuais bolsistas não devem ser afetados pela medida, segundo a instituição. O número equivale a 7,4% do total de bolsas da universidade.

Na UFRPE, foram cortadas, em junho, 71 bolsas de mestrado e outras 32 bolsas de doutorado. No mês anterior, o corte havia sido de quatro bolsas, sendo duas de mestrado e outras duas de doutorado.

Em nota divulgada pela Capes na noite da quarta (4), a decisão “levou em consideração o baixo rendimento de cursos ao longo dos últimos dez anos”.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), o bloqueio deve ser feito “de forma gradual, respeitando critérios de qualidade e eficiência, além da inserção internacional dos pesquisadores e alunos”.

Recomendado para você