Estudo afirma que peixes de áreas afetadas por óleo podem ser consumidos

(Foto: Kiko Assis/Cortesia)

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento encomendou um estudo, onde foi revelado que os pescados de áreas afetadas pelo óleo estão aptos para o consumo humano. O laudo provou que as amostras coletadas na Bahia, no Ceará, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte não contêm níveis significativos de contaminação por petróleo.

As amostras do estudo foram coletadas entre os dias 29 e 30 de outubro em estabelecimentos registrados no Serviço de Inspeção Federal (SIF) e foram testadas para 37 compostos diferentes de Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPA) – substâncias que indicam a contaminação por derivados de petróleo.

Continua após a publicidade

Os estudos foram realizados em diferentes espécies de peixes, e em lagostas. O Ministério informou ainda que a reavaliação dos pescados será realizada continuamente, e os resultados serão publicados com as atualizações das recomendações de saúde.

Recomendado para você