“A maior emoção que já tive” diz caruaruense que assistiu Flamengo contra River Plate

Foto: Arquivo pessoal

No último sábado (23), o Flamengo venceu o River Plate de virada por 2 a 1 no Estádio Monumental “U”, no Peru, na final da Copa Libertadores. O jogo reuniu torcedores de diversas partes do país para acompanhar a partida. Para muitos brasileiros o futebol faz parte da rotina e estilo de vida.

O Portal conversou com o caruaruense Dennis Garcia, que saiu da Capital do Agreste para torcer para o mengão de perto. O Engenheiro Textil e Representante Comercial da Vicunha Textil, de 43 anos é torcedor do Flamengo desde os anos 80, e atualmente é Conselheiro do Flamengo, sócio proprietário e sócio torcedor do time.

Continua após a publicidade

Dennis foi assistir a final da libertadores juntamente com seus filhos Marina de 17 anos e Pedro de 14. O engenheiro conta que comprou as passagens para Santiago, no Chile, local onde inicialmente seria realizada a final do campeonato, no início de setembro, pouco após a primeira vitória do seu time contra o Internacional, no Maracanã.

Foto: Arquivo Pessoal

Além da Libertadores, Denis também acompanhou de perto o seu time contra o Penharol,  em Montevideo, contra o Emelec, no Maracanã, contra o Internacional e o Grêmio, no Maracanã e em Porto Alegre. Ele conta ainda que não realizou nenhum tipo de preparação prévia, apenas sempre realizava as compras com antecedência para pagar mais barato.

Os ingressos para a final do campeonato foram comprados em outubro, quando começaram a ser vendidos. Os problemas começaram após a mudança do local do jogo, pois os ingressos foram cancelados, e tiveram que ser recomprados. As passagens que já estavam certas para o Chile, também tiveram de ser alteradas, o que só conseguiu realizar no dia 14 de novembro, com a data de voo para o dia 21 do mesmo mês

Em relação ao jogo, Dennis conta que foi a maior emoção que ele já teve. “Quando nós empatamos eu olhei para meus filhos e os dois estavam chorando, ai chorei também. Após o jogo foi uma choradeira geral, maioria que estava no estádio chorando, foi uma comoção geral” se lembra emocionado da partida.

Dennis e seus filhos acompaham o flamengo a muito tempo, ele os leva para os estágios desde um ano de idade. “Foram 38 anos de espera, nós acompanhamos muito o Flamengo, já passamos por muita dificuldade com time, então esse momento no sábado foi a redenção de uma história de vida”.

Recomendado para você