Navio com 609 passageiros é mantido sob quarentena após suspeita de coronavírus no Recife

HomeDIRETO DA REDAÇÃO

Navio com 609 passageiros é mantido sob quarentena após suspeita de coronavírus no Recife

m navio com 609 passageiros está sendo mantido sob quarentena desde a última quinta-feira (12), no Porto do Recife. A decisão partiu por parte do

Frotas e número de viagens de veículos em Caruaru vai aumentar gradativamente até dia 14, diz Prefeitura
UFPE desenvolve teste rápido da Covid-19 com alto nível de acerto
Média de mortes por Covid-19 duplica em um mês, diz Fiocruz

(Foto: Reprodução/ Portal G1)

m navio com 609 passageiros está sendo mantido sob quarentena desde a última quinta-feira (12), no Porto do Recife. A decisão partiu por parte do Governo do Estado após uma reunião junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), porque um passageiro de 69 anos apresentou os sintomas suspeitos para a Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. Um Comitê de Operações de Emergência foi criado devido à confirmação de dois casos da doença em Pernambuco.

O passageiro é um canadense que após apresentar os primeiros sintomas da Covid-19 foi encaminhado para um hospital particular na capital pernambucana. Ele aguarda, na unidade de saúde, o resultado do exame que vai confirmar ou descartar Covid-19.

O navio atracou no Recife na manhã da quinta (12), com 318 passageiros e 291 tripulantes a bordo. A embarcação seguiria rumo a Fortaleza, mas todos, segundo o governo estadual, permanecem em suas cabines.

Antes de chegar a Pernambuco, o cruzeiro passou por Salvador, Búzios (RJ), Paraty (RJ) e Itajaí (SC). Entretanto, o nome do porto onde o canadense embarcou não foi divulgado até a última atualização desta reportagem. Antes de entrar no Brasil, a embarcação passou por Chile, Argentina e Uruguai.

Além disso, o Governo do Estado informou que o cais onde o navio atracou na manhã de ontem também foi isolado para evitar a aproximação de curiosos e funcionários do próprio porto.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
DISQUS: