Prefeitura de Caruaru instala barreiras sanitárias na cidade; veja

(Foto: ASCOM/Prefeitura de Caruaru)

O Grupo Integrado de Atendimento de Emergências Relacionadas a Desastres Naturais e Correlatos de Caruaru finalizou, na tarde deste domingo (22), todas as definições relacionadas ao bloqueio sanitário na cidade, anunciado na última sexta-feira (20), pela prefeita Raquel Lyra. Todos os detalhes podem ser conferidos no Decreto publicado no Diário Oficial deste domingo. Até o momento, nenhum caso do Covid-19 foi confirmado na cidade.

A ação, que tem o objetivo de controlar o avanço do novo coronavírus no município, precisou passar por adaptações, devido às determinações do Governo Federal e Ministério Público de Pernambuco. Desta forma, a partir da 0h desta segunda-feira (23), os acessos à Caruaru terão bloqueios educativos, diariamente.

Continua após a publicidade
(Foto: ASCOM/Prefeitura de Caruaru)

O trabalho feito pela prefeitura, na última semana, vem aumentando as restrições na cidade gradativamente, explicou a prefeita Raquel Lyra. “Desde domingo passado estamos numa luta incansável para restringir a circulação de bens e pessoas. Tínhamos o objetivo de colocar em prática as barreiras sanitárias nos acessos ao município a partir da segunda-feira, no entanto, no último sábado (21), tanto o Governo Federal como Ministério Público Estadual expediu recomendação no sentido de que fosse revogado qualquer ato administrativo tendente a restringir o acesso de pessoas e bens no Município. Dessa forma, tivemos que repensar nossa estratégia”, explicou a prefeita.

As barreiras sanitárias educativas começam a funcionar à 0h da segunda-feira (23) até quando forem necessárias. Elas serão itinerantes, em locais estratégicos da cidade, e formadas por Guarda Municipal, Agentes de Trânsito, Agentes de Saúde, Fiscais da Secretaria de Ordem pública e da Secretaria de Serviços Públicos, além de Bombeiros Civis voluntários, todos devidamente fardados e identificados.

As abordagens serão feitas nos caminhões e caminhonetas; transportes intermunicipais, como ônibus, vans e toyotas, assim como veículos de passeio e motos com placas de outras cidades. “A ideia é colocar em prática todos os impedimentos publicados no Decreto, observando de perto o que está ou não em funcionamento na cidade. Ainda não existe restrição do fluxo de pessoas”, explicou a Secretária de Ordem Pública, Karla Vieira.

A população de risco, como idosos, grávidas e crianças, serão orientadas a retornar para as suas casas, como manda o Decreto. Para o caso de identificação de pessoas com sintomas de coronavírus, caberá encaminhamento para unidade básica de saúde mais próxima.

Recomendado para você