Associação comercial de Toritama e Santana Textiles criam protótipo de máscara para profissionais de saúde

Em meio ao avanço da pandemia do novo coronavírus pelo país, órgãos e empresas de diversos setores têm unido esforços para minimizar a crise que o vírus está causando na saúde. A Associação Comercial e Industrial de Toritama (Acit) e a indústria cearense Santana Textiles criaram um protótipo de uma máscara de prevenção feita com um tecido especial cedido pela tecelagem. Com ele, a máscara pode ser utilizada por até quatro horas e é lavável, podendo ser reutilizada, diminuindo o desperdício e aumentando a economia. O projeto obedece a todas as normas técnicas recomendadas pela Associação Brasileira de Normas técnicas.

Continua após a publicidade

O protótipo, em tecido, do Equipamento de Proteção Individual de uso obrigatório pelos profissionais de saúde foi apresentado à Secretaria de Saúde de Caruaru e aprovado. A produção começa a ser feita, já a partir desta quinta-feira (26), por confeccionistas do polo têxtil do Agreste. As máscaras serão doadas para regiões necessitadas.

Agora, a Acit está em campanha com outros órgãos e empresários para arrecadar fundos para o pagamento da mão de obra. “Inicialmente, serão confeccionadas 80 mil máscaras. Estamos nessa campanha em busca de fundos para custear a mão de obra, o que vai ajudar não só na questão da saúde, mas também da economia”, concluiu Luiz Viegas, diretor financeiro da Acit.

Recomendado para você