Regina Duarte deixa a secretaria de cultura do governo Bolsonaro

Foto: Carolina Antunes

A atriz Regina Duarte deixou nesta quarta-feira (20) a secretaria de cultura do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Atriz assumiu a pasta em 4 de março com a missão de ‘pacificar’ o setor. Com isso, ela deixa o governo Bolsonaro com menos de dois meses após a nomeação. Segundo o presidente, ela assumirá a Cinemateca, também vinculada à pasta.

Em uma rede social, o presidente comentou a saída da atriz da secretaria de cultura. “Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias”, afirmou Bolsonaro.

Continua após a publicidade

A saída de Regina Duarte já era esperada e, além disso, era desejada pela ala ideológica que apoia o governo. A ala política do Planalto tentava afastar as especulações sobre a possibilidade de saída de Regina, mas já havia se frustrado com a fala do presidente sobre a secretária na semana passada.

 

Recomendado para você