Bolsonaro propõe congelar salário dos servidores até 2021 em reunião com governadores

(Brasília – DF, 20/05/2020) Videoconferência com Governadores dos Estados.
Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniu na manhã desta quinta-feira (21) com governadores para trata do enfrentamento da crise do coronavírus. O encontro que foi realizado por videoconferência contou com governadores de todo o país. Logo na abertura, o presidente afirmou que deve sancionar em breve o projeto que concede auxílio financeiro aos estados e municípios. 

Também participaram da vídeo conferência o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM) e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM). Eles pediram que houvesse união entre os estados, Distrito Federal e a União para o enfrentamento da crise do novo coronavírus. 

Continua após a publicidade

Bolsonaro disse na reunião que o governo federal defende congelamento de salários de servidores até o ano que vem. “O mais importante: se possível sair uma proposta aqui por unanimidade de nós, ao vetarmos quatro dispositivos, um que é de extrema importância, que esse veto venha a ser mantido por parte do parlamento. Porque é assim que vamos construir nossa política, nos entendendo cada vez mais“, disse Bolsonaro.

Diferentemente da reunião realizada em março com governadores do Sudeste do país, neste encontro de hoje, o clima foi de cordialidade e tanto governadores como o presidente pediram união. 

O presidente Bolsonaro pediu ainda que os deputadores federais cheguem em um consenso para manter os vetos dele ao projeto de auxílio aos estados e município. “Bem como nesse momento difícil que o trabalhador enfrenta, alguns perderam seus empregos, outros tendo salário reduzido, os informais que foram duramente atingidos nesse momento, buscar maneiras de, ao restringirmos alguma coisa até 31 de dezembro do ano que vem, isso tem a ver com servidor público da União, Estados e municípios, nós possamos vencer essa crise”, afirmou o presidente.

 

Recomendado para você