Transporte público de Caruaru apresenta baixo índice de contaminação pelo novo coronavírus

Um levantamento feito pela Associação das Empresas de Transporte Público de Passageiros de Caruaru (AETPC) mostra que dos 1.200 colaboradores que integram o Sistema de Transportes Público de Passageiros (STPP) apenas cinco contraíram a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Desses, dois estavam afastados em função da medida provisória de n°936, que garante a redução de jornada de trabalho.

Continua após a publicidade

O levantamento foi feito com objetivo de contrapor o que vem sendo discutido sobre os riscos de utilizar o transporte público e apontar a individualidade de cada sistema. De acordo com o diretor institucional da AETPC, Ricardo Henrique, é importante entender que o sistema de transporte de cada município tem suas particularidades. “Não podemos comparar o transporte público de Caruaru com de grandes cidades como Recife, Rio e São Paulo. Cada município adota os protocolos de biossegurança de acordo com o que é determinado pelos governos estaduais e municipais e, ainda, podem adotar protocolos próprios de cada garagem. Em Caruaru, por exemplo, utilizamos a sanitização com quaternário de amônio de 5° geração, muito utilizado em desinfecção de ambientes hospitalares. Essa substância é capaz de manter o veículo desinfetado por até 15 dias”, disse.

Apesar de todos os cuidados adotados pelas empresas de ônibus do município, a AETPC reforça que alguns cuidados precisam ser tomados pelos usuários como, por exemplo, utilizar o transporte público em horário de menor fluxo, evitando os horários de pico e possível aglomeração e só entrar nos veículos utilizando máscara, em cumprimento ao decreto municipal n° 40 de 23 de abril de 2020.

Recomendado para você