Prefeito de Agrestina tem prisão preventiva revogada e vice ficará em prisão domiciliar

Foto: Adriano Monteiro/ Ascom Agrestina.

A prisão preventiva do prefeito de Agrestina, Thiago Nunes (MDB), no Agreste pernambucano, foi revogada. De acordo com a assessoria do prefeito, o plenário do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, por maioria, revogou a prisão preventiva e a defesa aguarda os trâmites para cumprimento da decisão. Thiago que está afastado desde o dia 10 de setembro após ser preso durante uma operação da Polícia Federal, estava na Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru.

O prefeito de Agrestina, Thiago Nunes (MDB), e o vice-prefeito, Zito da Barra (MDB), foram presos durante a operação Pescaria 3 da Polícia Federal, que apurava desvios de recursos na Prefeitura de Agrestina. A prisão do prefeito Thiago Nunes aconteceu na residência onde mora com a família. Em seguida, eles foram levados para a Delegacia da PF, em Caruaru, para prestar esclarecimentos. 

Já o vice-prefeito, Zito da Barra, também estava preso na Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, junto com o prefeito afastado, Thiago Nunes, e outros dois homens. O vice-prefeito irá cumprir prisão domiciliar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *