Caruaru faz investimento histórico na merenda escolar com produtos da agricultura familiar

HomeCARUARU E REGIÃO

Caruaru faz investimento histórico na merenda escolar com produtos da agricultura familiar

Obrigatoriedade legal é de 30%, mas a princesinha do Agreste investiu 66,4%. Mais de R$ 4 milhões em 2023

Nessa última quinta-feira (16), a Prefeitura de Caruaru, por meio das Secretarias de Desenvolvimento Rural (SDR) e Educação e Esportes (SEDUC), realizou reunião com produtores e associações para o Balanço dos Investimentos do PNAE 2023.

O evento, que foi realizado na sede da Prefeitura, contou com a presença do prefeito Rodrigo Pinheiro; do secretário de Desenvolvimento Rural, Manoel Júnior; representantes da Secretaria de Educação e Esportes; produtores e associações rurais.

O Programa Nacional de Alimentação (PNAE) e a Prefeitura de Caruaru são responsáveis pela alimentação escolar e nutricional dos estudantes de todas as etapas de educação básica pública. O Governo Federal repassa para os estados, municípios e escolas federais valores financeiros de caráter suplementar efetuados em dez parcelas mensais (de fevereiro a novembro) para a cobertura dos 200 dias letivos, conforme a quantidade de alunos matriculados na rede.

“Caruaru segue como exemplo para os municípios. Graças à transparência, tivemos aqui a prestação de contas do que foi investido, detalhando todos os alimentos adquiridos. Quero parabenizar todos pela dedicação. De maneira estruturada, conseguimos alimentar praticamente 50 mil alunos, é uma responsabilidade muito grande de todos da gestão. Destaco também o investimento financeiro do município, garantindo a mereda com mais qualidade”, pontuou Rodrigo Pinheiro.

O PNAE é acompanhado e fiscalizado pela sociedade por meio dos conselhos de alimentação escolar e também pelo FNDE, TCU, CGU e Ministério Público. O repasse deste programa é feito diretamente aos estados e municípios, com base no censo escolar realizado no ano anterior ao atendimento.

Em 2023, as 14 associações cadastradas produziram mais de 100 toneladas de carnes de boi/frango e mais de 450 toneladas de hortifrúti. “Estamos finalizando o ano realizando essa prestação de contas. Foram quase R$ 4 milhões de recursos que foram investidos na alimentação dos alunos, garantindo também o desenvolvimento para a mulher e o homem do campo”, afirmou o secretário da SDR, Manoel Júnior.

Em breve, um novo encontro será marcado para programar a chamada pública do PNAE 2024, a partir do calendário agrícola. A expectativa é que o investimento chegue em R$ 5 milhões.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0